Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

 

Bonecos terapêuticos do Hospital Loreto ajudam crianças a entenderem a cirurgia

15/03/2017 13:02:00


As crianças que utilizam os serviços do Hospital Municipal Nossa Senhora do Loreto, na Ilha do Governador, são beneficiadas por um projeto pioneiro e criativo que alivia o estresse causado pelo período pré-cirúrgico. Numa reunião de orientação das famílias com os serviços social e de psicologia da unidade, entram em ação os bonecos terapêuticos, que de forma lúdica e descontraída explicam aos pequenos como serão os procedimentos aos quais eles serão submetidos.

 

A reunião começa sempre com o assistente social da unidade passando aos responsáveis informações básicas sobre horário de chegada ao hospital no dia da cirurgia, jejum necessário, o que levar para a unidade, documentação que deve ser retirada para apresentação no trabalho dos pais etc. Depois da conversa em tom mais sério, a boneca Maria Rita e seus amigos entram em ação para explicar o que é uma cirurgia, o momento da anestesia, como é o centro cirúrgico e o pós-cirúrgico imediato, quando a criança volta para a enfermaria, normalmente agitada devido ao efeito final da anestesia.

 

Os bonecos foram elaborados e adaptados de acordo com a necessidade e possibilidade de criação. Eles tomam anestesia e fazem cirurgias. Cada um é preparado para mostrar um tipo de patologia e como a operação é realizada – retirada de amigdalas e adenoide, fimose, hérnia, plástica.

 

Os bonecos também explicam com muita ênfase às crianças da necessidade de repouso após o procedimento, para que não haja complicações e a necessidade de voltarem a ser internadas. Ao final da apresentação, enquanto a psicóloga tira as últimas dúvidas dos pais, as crianças brincam de médico, avaliando e operando os bonecos.

 

Com máscaras como as dos cirurgiões de verdade, os pequenos doutores vestem e preparam os bonecos para a operação, os avaliam com o estetoscópio, aplicam a anestesia e fazem o procedimento. Tudo de mentirinha, mas para ficarem mais confiantes quando for para valer e com eles.

 

O projeto com os bonecos terapêuticos foi criado pela psicóloga Lucy Afonso, com participação da fonoaudióloga Cynthia Perez. Foi inspirado na pequena Aparecida, uma paciente de 5 anos que permaneceu internada por um longo período e compartilhava sua experiência com as outras crianças internadas, realizando cirurgias em sua boneca. Portadora de distrofia de bexiga, a menina morreu após 39 dias de internação e não pôde ver o sucesso de sua ideia.

 

Atualmente as reuniões pré-operatórias são realizadas pela equipe formada pela psicóloga Andrea Marcolan, a voluntária Maria Rita Coutinho e o assistente social Dárbio André de Lima.

 

O Hospital Municipal Nossa Senhora do Loreto é uma unidade pediátrica da Secretaria Municipal de Saúde do Rio e único centro de referência credenciado pelo Ministério da Saúde para o tratamento multidisciplinar das fissuras labiopalatinas no estado. Em 2016, a unidade realizou 1.459 cirurgias em crianças e adolescentes e realizou 101.980 consultas ambulatoriais. Entre as especialidades oferecidas no Hospital Loreto estão hematologia, dermatologia, otorrinolaringologia, psicologia, fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, audiologia, nutrição, cirurgia plástica, cirurgia pediátrica, odontologia/ortodontia, cirurgia bucomaxilofacial, genética, cardiologia e epidemiologia. A unidade conta com 20 leitos clínicos pediátricos, 13 leitos cirúrgicos e três para pacientes graves.


Imagens relacionadas:










Serviços Serviços