Professor da Prefeitura do Rio fica entre os melhores no Prêmio Educador Nota 10

30/07/2020 15:05:00


Projeto trata do ensino de matemática inspirado em plantas da construção civil

Com um projeto pedagógico diferenciado e criativo, que alia geometria e números aos desafios cotidianos da construção civil, o professor de matemática Luiz Felipe Lins, da Escola Municipal Francis Hime, na Taquara, está no seleto grupo de vencedores do Prêmio Educador Nota 10 - edição 2020. Luiz Felipe é o único professor da cidade do Rio de Janeiro selecionado entre os 10 primeiros colocados. Foram quase 4 mil projetos inscritos por educadores de todo o país neste que é considerado o mais importante prêmio da educação básica brasileira.

Professor da Rede Municipal de Ensino há 25 anos, Luiz Felipe, que dá aulas para alunos do 7º e do 8º ano da rede municipal, vibrou ao ver o seu nome entre os vencedores – o anúncio foi feito no programa ‘Encontro', da TV Globo, no dia 20/7.

- Pulei muito e minha mãe, que estava comigo, chorou. É a comemoração de um título que não vem só para mim, mas para os meus alunos. É legal que a gente mostra que pode fazer escola pública de qualidade no Rio de Janeiro. É preciso reconhecer que há muito valor na Rede Municipal de Ensino. Numa cidade onde tem muita coisa para interessar ou desinteressar as crianças, o professor pode fazer diferente e ressignificar o conteúdo pedagógico - no meu caso, a matemática. Nossa missão, como educadores, é dar oportunidade para que cada aluno seja o que quiser ser - falou o professor.

A premiação dos 10 vencedores e a divulgação do Educador do Ano ocorrerá no mês de outubro (data a ser divulgada), em São Paulo. Na ocasião, será selecionado o Educador do Ano, eleito por uma Academia de Jurados. Pela conquista, tanto Luiz Felipe como a Escola Municipal Francis Hime receberão vale-presentes. O professor ganha ainda o certificado de vencedor.

Matemática na prática

Luiz Felipe teve a ideia do projeto, batizado "Geometria e Construção", depois de levar aos alunos a planta de um imóvel do programa "Minha Casa Minha Vida" que estava sendo construído próximo à escola e explicar as informações matemáticas contidas nela. A partir do entusiasmo e interesse da garotada, o professor deu à turma a tarefa de trabalhar os temas da construção civil com as aplicações da geometria e dos números.

Os alunos precisaram desenhar a planta baixa de uma casa e construir a maquete. Na etapa seguinte, montaram um planejamento para revestimento, apresentando: o piso escolhido para cada cômodo e o material necessário como argamassa, espaçadores e rejunte. Os estudantes fizeram trabalho completo, com pesquisas pela internet e nas lojas físicas de material de construção. Foi necessário até pegar orçamento com pedreiros da região. Todo o exercício foi aplicado em cima de conceitos matemáticos estudados no 7º ano: área e perímetro das principais figuras planas, proporcionalidade, ângulos, unidades de medidas, escalas e elaboração de planilhas.

No fim, os grupos precisaram apresentar para a turma a maquete, um vídeo mostrando imagens da elaboração do trabalho, a planta baixa da casa, planilha de todos os custos e uma avaliação individual, apontando as dificuldades, as aprendizagens e os conceitos matemáticos observados durante a realização do projeto.

- A ideia foi trazer para os estudantes o concreto da matemática, a aplicação da geometria no cotidiano, aquilo que realmente faz sentido para eles. Quando o aluno vê como funciona na prática, desperta nele potencialidades que nem sabia que tinha - contou.

Projetos criativos continuam mesmo durante a pandemia

Em função da Covid-19 e seus impactos, na edição deste ano do Prêmio Educador Nota 10 foram inscritos, excepcionalmente, projetos desenvolvidos no ano passado. Mas a pandemia não limitou de forma alguma a criatividade do professor Luiz Felipe. Desde que as aulas presenciais foram suspensas, ele tem postado vídeos com conteúdo pedagógico no aplicativo SME Carioca 2020, realizado encontros virtuais com seus alunos do 7º e 8º ano às segundas-feiras e, como gosta de fazer, passando trabalhos divertidos para a garotada realizar em casa.

- Eu adoro de trabalhar com projetos. Um dia desses, estava fazendo um pudim em casa e tive uma ideia. Gravei um vídeo, mostrei a aplicação matemática daquela receita e mandei para os meus alunos do 8º ano. Depois, pedi a eles para prepararem uma guloseima em casa e me mandarem o vídeo da execução, apresentando o algoritmo e um fluxograma com a etapas da realização. Foi muito bacana - explicou.

SME com destaque no Prêmio Educador Nota 10

A seleção do projeto de Luiz Felipe consagra mais uma vez o programa pedagógico da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Este é o terceiro ano consecutivo que o trabalho dos professores da rede municipal carioca ganha destaque no Prêmio Educador Nota 10.

No ano passado, a professora Ana Cláudia de Abreu Soares da Escola Municipal Dom João VI, em Higienópolis, se classificou entre os finalistas com o projeto "Lê comigo", desenvolvido para despertar nos seus alunos do 4º e 5º ano a paixão pela leitura.

Em 2018, o professor de História José Marcos Couto Júnior foi escolhido o Educador do Ano com o projeto "Caravanas", que implementou na Escola Municipal Átila Nunes, em Realengo. No projeto, a música de Chico Buarque foi usada para discutir a inserção do negro na sociedade brasileira e o combate à invisibilidade social. Com o trabalho, os alunos passaram a discutir seu papel na sociedade.

Sobre o Prêmio

O Prêmio Educador Nota 10, de caráter pedagógico/educacional, foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho. Seu propósito é identificar, valorizar e divulgar experiências educativas inclusivas, equitativas e de qualidade, planejadas e realizadas por professores e gestores escolares em escolas de ensino regular brasileiras, públicas, privadas, filantrópicas de acesso público, rurais ou urbanas da Educação Infantil ao Ensino Médio.
 




56_INSTANCE_en5I 56_INSTANCE_en5I p_p_id_56_INSTANCE_en5I_


Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - Sede: Rua Afonso Cavalcanti, 455 - Cidade Nova - 20211-110