Secretaria Municipal de Cultura - SMC
SEMINÁRIO NO ARQUIVO GERAL DA CIDADE DISCUTE ACERVO MÍSTICO DE ORIGEM AFRICANA

12/09/2017 17:40:00


 

O Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro promoveu a terceira edição do programa de seminários "Escravidão e Ações de Liberdade – Acervos e Reflexões" nesta terça, dia 12, às 14h. O encontro teve como tema a "Coleção de Magia Negra da Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro" e contou com a participação dos professores Alexandre Fernandes Corrêa (UFRJ) e Arthur Valle (UFRRJ).

O professor Alexandre Fernandes Corrêa exibiu imagens de peças como ícones, vestimentas e fetiches que fazem parte do acervo do Museu da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Ele afirmou que a coleção atualmente não está em exposição, mas encontra-se em reserva técnica.  Alexandre convidou a todos a refletir sobre o porquê do tombamento desse acervo, explicando que a ação pode ter sido proposta por Mário de Andrade, que entre 1938 e 1941 morava na cidade do Rio de Janeiro e enxergava um importante valor histórico nesses objetos.

O professor Arthur Valle, por sua vez, lembrou os artigos 156, 157 e 158 do Decreto 847, de 11 de outubro de 1890, que reprimia a prática do espiritismo, da magia e do curandeirismo. Segundo Arthur, o Museu da Polícia serviu como local de encarceramento de objetos ligados à magia negra, lembrando que parte do acervo foi destruído no final da década de 1970 por um incêndio. O pesquisador apresentou ainda reportagens e documentos que mostram como a prática religiosa de origem africana era combatida pela polícia.

 

    




Serviços Serviços